Hora extra

Escrito por
Publicado em: 19/01/2016
cha_uta_capa

O feriado de 2016 em homenagem a Martin Luther King nos EUA, será lembrado pelos torcedores da NBA como um dos mais longos da história. Tudo porque 40 % das partidas realizadas neste dia necessitaram de tempo extra – igualando um recorde estabelecido por 4 vezes anteriormente em um único dia, mais recentemente em 21/11/2012 – e metade destas se estenderam até a 2ª prorrogação. Um dos jogos que precisaram de 2 tempos extras foi Hornets X Jazz, onde o armador Kemba Walker anotou sua maior marca na carreira com 52 pontos, que também estabeleceu a maior pontuação por um jogar dos Charlotte em uma única partida e a maior em um jogo disputado no feriado do dia 18/01. Confira esta e outras resenhas no “Parágrafo NBA” do blog do Draft Brasil.

New York 119X113 Philadelphia

Que jogo! Depois de liderar o placar por 18 pontos e desperdiçar esta vantagem para Ish Smith (16 pontos e 16 rebotes) e os 76ers, o ala Carmelo Anthony converteu o arremesso de 3 pontos abaixo para forçar a prorrogação:

De repente, as coisas mudaram de lado quando Robert Covington acertou uma cesta de longa distância que levou a partida para 2ª prorrogação. Finalmente, os Knicks tomaram conta do recado em casa. O armador Arron Afflalo foi o cestinha do jogo com 25 pontos, Carmelo somou outros 19 e tanto Kristaps Porzingis com suas enterradas (veja no vídeo a seguir) quanto Robin Lopez terminaram com ‘double-double’ cada.

Charlotte 124X119 Utah

Se uma partida com 2 prorrogações não foi suficiente, o duelo entre Hornets X Jazz competiu com o confronto do Madison Square Garden. E o armador Kemba Walker teve tudo a ver com isso (confira no vídeo abaixo). Com sua nova maior marca na carreira e o recorde da franquia com 52 pontos (fora 9 rebotes, 8 assistências e 2 roubadas), ele levou a equipe de Charlotte à vitória sobre os Jazz. Mas o Utah não se entregou tão facilmente. O armador Trey Burke (25 points) forçou o período extra com uma bola de 3 pontos e o ala Gordon Hayward terminou com 36 pontos, 9 rebotes e 5 assistências na derrota.

Washington 98X108 Portland

Os Trail Blazers chegaram a liderar o marcador contra os Wizards por 24 pontos de diferença, à medida que garantiram a vitória em Washington após terem perdido para os 76ers na última partida. O armador C.J. McCollum liderou a equipe com 25 pontos, Meyers Leonard ajudou com 18 pontos e Damian Lillard terminou com 16 pontos.

Memphis 101X99 New Orleans

Com 16 pontos, 10 rebotes e 6 assistências, o pivô Marc Gasol liderou os Grizzlies à vitória sobre os Pelicans. Depois que Courtney Lee errou um lance livre com 3,5 segundos para o fim, Gasol pegou o rebote que garantiu o triunfo sobre o New Orleans. O armador Mike Conley retornou de uma lesão, terminando com uma atuação de 15 pontos e 10 assistências.

Detroit 101X111 Chicago

O armador Derrick Rose (20 pontos e 4 assistências) e o espanhol Pau Gasol (31 pontos e 12 rebotes) anotaram juntos 51 pontos na vitória dos Bulls sobre os Pistons. Todos os 5 titulares do Detroit marcaram mais de 10 pontos, mas os Pistons sofreram um duro golpe na partida quando receberam 3 faltas técnicas no 3º quarto (2 delas por conta de Kentavious Caldwell-Pope).

Atlanta 98X81 Orlando

Os Hawks lideraram o placar por toda a partida contra o Magic. O pivô Al Horford foi o cestinha da equipe com 15 pontos e o ala Paul Millsap registrou 13 pontos, 12 rebotes e 6 assistências na vitória em Atlanta. No 2º triunfo consecutivo do time, eles converteram 50 % dos arremessos de quadra e limitaram o adversário a menos de 35 % de acertos nas tentativas.

Toronto 112X100 Brooklyn

Os Nets abriram o 1º período da partida contra os Raptors com uma liderança de 10 pontos sobre os anfitriões. Mas a dinâmica do jogo mudou rapidamente, à medida que o Toronto aplicou uma parcial de 33X20 no 2º quarto. O armador Kyle Lowry (31 pontos e 8 assistências) e DeMar DeRozan (30 pontos e 5 assistências) combinaram para 61 pontos no total.

Cleveland 98X132 Golden State

Anotaram a placa? Os Warriors passearam na Quicken Loans Arena como se eles estivessem na Oracle Arena. O armador Stephen Curry marcou 16 dos seus 35 pontos no 1º quarto sozinho (reveja abaixo), onde os atuais campeões determinaram ao astro LeBron James (16 pontos) sua pior derrota em casa, a qual também incluiu sua pior diferença no placar em uma partida jogando em seu território (43 pontos).

Dallas 118X113 Boston

O armador Deron Williams estabeleceu 10 dos seus 20 pontos no período extra para levar os Mavericks ao triunfo sobre os Celtics. O alemão Dirk Nowitzki foi o cestinha do confronto com 31 pontos – incluindo o arremesso abaixo – além de 11 rebotes. Os armadores Isaiah Thomas e Marcus Smart produziram 20 pontos cada pela equipe do Boston no revés.

Los Angeles Clippers 140X132 Houston

O armador J.J. Redick teve uma performance monstruosa (veja no vídeo a seguir) na partida entre os Clippers e os Rockets. Ele finalizou com sua maior marca na carreira (40 pontos) na vitória da sua equipe em casa. Parecia que os californianos tinham o comando do jogo no tempo regulamentar antes dos texanos explodirem para 42 pontos no 4º quarto, incluindo cestas de 3 pontos decisivas de Marcus Thornton (23 pontos) que mandou a última partida do feriado norte-americano para a prorrogação. Mas apesar da atuação heróica de Thornton e dos 36 pontos e 26 rebotes do pivô Dwight Howard, Redick e o armador Chris Paul (28 pontos e 12 assistências) garantiram o triunfo no Staples Center.

Fatal error: Uncaught Exception: 190: Error validating application. Application has been deleted. (190) thrown in /var/www/draftbrasil.net/blog/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273