Não deu

Escrito por
Publicado em: 7/08/2016
dia2_nao_deu

Não deu. Nem para o Brasil, muito menos para a Espanha. O 2º dia do torneio de basquete masculino do Rio 2016 mostrou que para vencer uma partida nas Olimpíadas, é preciso jogar bem durante todos os 4 períodos, inclusive, nos segundos derradeiros. Com 3 partidas pelo grupo B ao longo do dia, os torcedores foram brindados com muita superação e emoção dentro de quadra na maior competição já disputada no território nacional. Então, confira a seguir no resumo do blog do Draft Brasil, tudo o que aconteceu nas partidas que concluíram a 1ª rodada.

Brasil 76X82 Lituânia

Abrindo o 2º dia, por muito pouco a Lituânia não jogou fora uma liderança de quase 30 pontos contra o Brasil, apesar da tentativa de virada no 2º tempo por parte dos anfitriões ter passado próximo à medida que os europeus escaparam com a vitória por 82X76 na agitada Arena Carioca 1 neste domingo. Após estarem em desvantagem por 10 pontos ao final do 1º quarto e por 29 pontos no intervalo, a seleção brasileira se reestruturou na 2ª metade e chegou a estar atrás no placar por apenas 4 pontos (75X71). Mesmo com a pressão adversária, os lituanos souberam controlar os nervos e conquistar o triunfo.

bra_lit_m_kalnietis

Uma vitória memorável poderia ter sido registrada pelo Brasil, se não fosse o fato deles terem convertido aproveitamentos de 2-14 da linha de 3 pontos e 22-35 da linha de lance livre. Entretanto, a Lituânia foi bem mais eficiente nestas categorias (aproveitamentos de 9-24 da linha de 3 pontos e 15-18 da linha de lance livre). Na mesma proporção, os destaques do jogo ficaram por conta dos armadores Leandro Barbosa e Mantas Kalnietis que mereceram as honras. O 1º deles foi o cestinha do duelo com 21 pontos e executou várias jogadas que colocaram os donos da casa de volta à partida, enquanto o 2º anotou 16 pontos, distribuiu 8 assistências e, mais importante, garantiu a vitória com 2 lances livres no fim.

Apesar do clichê, o confronto apresentou realmente 2 tempos distintos e muita coisa – boa ou ruim – ambas as equipes encararão ainda pela frente. Depois de um dia folga, o Brasil (0-1) não terá vida fácil já que enfrenta a Espanha (0-1), a atual campeã européia, na próxima 3ª feira (dia 09/08), enquanto a Lituânia (1-0) mede forças contra a Nigéria (0-1), atual campeã africana, no mesmo dia.

Croácia 72X70 Espanha

No jogo mais emocionante até o momento, a Croácia adicionou outro capítulo dramático e bem sucedido em 2016 ao surpreender a Espanha, atual vice-campeã olímpica. A equipe comandada por Aleksandar Petrovic chegou a perder por 14 pontos de diferença, mas demonstrando muita garra e protagonizando importantes jogadas em um eletrizante último quarto saiu de quadra com a vitória por 72X70. O ala Dario Saric preservou o triunfo ao aparecer no lugar certo para bloquear um possível arremesso do pivô Pau Gasol que levaria a partida para a prorrogação.

cro_esp_b_bogdanovic

Com pouco mais de 1 minuto para o fim e os espanhóis na frente por 2 pontos, o pivô Darko Planinic pegou o rebote de um arremesso de 3 pontos errado do armador Krunoslav Simon e igualou o placar em 67X67. Em seguida, Simon roubou a bola e colocou os croatas 2 pontos à frente. 5 dos 10 rebotes ofensivos dos vencedores foram registrados no 4º quarto quando marcaram uma parcial de 25X16 sobre o oponente. Uma ameaça constante no ataque, o armador Bojan Bogdanovic foi o cestinha da partida com 23 pontos.

A Croácia (1-0), mostrando em quadra o mesmo talento que fizeram a seleção se classificar para o Rio 2016 no Pré-Olímpico mundial, batalha contra a Argentina (1-0) na próxima rodada (dia 09/08). Em compensação a Espanha (0-1), em uma situação desconhecida já que não perderam as últimas 2 estréias em Olimpíadas, buscam a recuperação frente ao Brasil (0-1) na 3ª feira.

Nigéria 66X94 Argentina

Encerrando a rodada do 2º dia do torneio, a Argentina assumiu o comando da partida logo no começo e assegurou a vitória por 94X66 sobre a Nigéria. Os ícones Manu Ginobili, Luis Scola e Andres Nocioni emocionaram a torcida presente na Arena Carioca 1, porém quem fez mais pela equipe foi o armador Facundo Campazzo.

nig_arg_f_campazzo

Com uma seqüência de 11X0, o time treinado por Sergio Hernandez levou uma vantagem de 50X31 para o intervalo e no 2º tempo tiveram pouco trabalho para cumprir. 2 pontos devem ser destacados no confronto. O 1º deles, com pouco mais de 3 minutos de ação no 1º quarto, o ala Shane Lawal deixou a quadra para não mais retornar após torcer o joelho na disputa por um rebote. O 2º deles foi o ótimo aproveitamento nas bolas de 3 pontos argentinos (15-34 contra apenas 4-25 dos nigerianos). Saindo do banco de reservas, Campazzo fez um pouco de tudo, não só terminando como o cestinha do jogo com 19 pontos, mas também com 5 assistências e 5 roubadas de bola, além de um aproveitamento de 5-8 da linha de 3 pontos.

Foi uma boa maneira da Argentina (1-0) iniciar sua campanha por mais uma medalha olímpica, à medida que eles enfrentaram um teste real na próxima 3ª feira (dia 09/08) quando jogarão contra a Croácia (1-0). Já a Nigéria (0-1), encara a forte, mas vulnerável Lituânia (1-0) no mesmo dia.

Fatal error: Uncaught Exception: 190: Error validating application. Application has been deleted. (190) thrown in /var/www/draftbrasil.net/blog/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273